sexta-feira, 26 de outubro de 2007


O SEGREDO DO TEMPLO


Os que entravam, ali, não sabiam onde estavam pisando...

No Misterio do Templo, na imagem do deus Murunga,
escondia-se a Sensualidade Divina, como Harmonia
do Espirito.

Eros, é uma Fatia da Criação - representando pelo Amor,
a Criação do que é Belo e Harmonioso.

Os Artistas, embalados por Eros, criaram Pinturas em
Quadros maravilhosos, Literatura, Escultura...

O Amor, exaltava a cobiça animica do Homem:
- "Me desejas, cria-me na Arte, e se não for na Totalidade,
no que puseres a mão, será artistico..."

O homem perdia no Amor e completava na Criação - o
que ele podia pela Alma.

Ha um deus misterioso e guerreiro - que cavalga o Pavão -
o ser animal mais completo do Mundo: em suas penas,
existem todas as cores - até o ouro: existe o dourado nas
penas de sua maravilhosa calda.
Na abertura da calda, se forma um leque imenso - uma das
metades da Abobada do Universo.
Murunga, o Subramania, uma das facetas do Transformador
Shiva, e também filho do Amor de Shiva com Parvati, guarda
o segredo da poderosissima Sensualidade.

Não a Sensualidade Bestial do Homem, mas a Sensualidade
eco na Existencia, que ressoa num local do Corpo de Deus,
ainda desconhecido pela maioria dos Homens - porque a
Sensualidade do Positivo faz o Homem Criador de Si Mesmo.

Um comentário:

LeonoraG disse...

olá...muito prazer em conhecer os textos postados por roger samuel. Gostaria muitissimo se pudesse me fornecer uma bibliografia sobre O Segredo do Templo, que venho buscando há tempos...Grata
Leonora Golin

golinleonora@hotmail.com.br