terça-feira, 21 de junho de 2016

A RAINHA DO EGITO

Ank-Sen-Amon, rainha do Egito



No Espaço, o Ante vem depois, o Depois vem Antes.
Muitas vezes, as qualidades de uma Alma vêm antes dos defeitos e muitas vezes, os defeitos vêm antes das qualidades, pois estes são caracteristicas da impossibilidade da reposição do que é eterno.
A rainha viuva de Tut-Ank-Amon, segundo a historia baseada em seus feitos, não era humilde.
Os homens, somente os homens, entre os do povo, eram autorizados à Iniciação Secreta na Grande Piramide do Egito; as mulheres, somente as da realeza, podiam ser Iniciadas.
Ank-Sen-Amon, lançou mão de todos os arteficios para continuar num trono ao qual não tinha direito, pois não podia ser Regente, em vista de ter perdido as duas filhas ao nascerem.
As vezes, admitimos um Erro em nossa Alma, por não podermos "lutar" sem esse erro.
Esse "Erro" é um calço, em que nos apoiamos, por não termos ainda uma Visão de Altura de Plenitude, que nos permitisse "realizar" e não "lutar" para uma certa Ascenção no Espirito.
Não se sabe o fim de Ank-Sen-Amon, ao ser deposta do trono do Egito: se fugiu, se se suicidou, se admitiu viver "humildemente" na Terra que comandara, tentando vários meios para permanecer no Comando do País.
Um bom lugar para Ank-Sen-Amon, seria como Sacerdotisa na Grande Piramide: apagada para a Humanidade, mas cintilante no Universo, talvez, cingindo o cinto das Estrelas de Orion, sequencia de Astros repesentada pelas tres Piramides no Deserto.
clarisse

quinta-feira, 28 de abril de 2016

O TEMPLO DO TEMPO

O Templo no Tempo


Os Templos impressionam, porque eles são o "antro" dos pedidos, dos desejos, dos resgates, das perdas...
Tudo isso, desejo, resgate, perda, conquistamos e perdemos, às vezes, até em um só dia... O Templo, existe para isso.
Entramos no Templo, falamos com o Templo, Ele, o Templo, ouve... vai responder através da vida, do viver.
Quando do mundo partimos, as emoções, os dramas, as alegrias, são revolvidos num mar levado pelos ventos das Estações Climaticas que despencam das montanhas de nossa Alma, varrem as planicies de nossas conformações, e chegam humildes e amigos aos nossos pés... prometendo esperanças das quais duvidamos sempre.
Enquanto isso, o Templo está fechado para a Noite que não o atormenta, porque não lhe leva nenhum desesperado ou apenas, um que desejava um pouco de paz na sua permanente Sombra de Solidão de antro de Templo.
Te construiram, te elaboraram, e te fizeram para muitos e muitos anos...E os que te frequentaram, morreram, renasceram e até talvez, penetraram em ti, sentindo uma nostalgica lembrança de que algum dia, em ti deixaram parte de sua alma, em lagrimas,
em queixas ou regozijo... sem sentirem que você, Templo, apesar de desgastado, está eterno como os que te frequentavam... porque o teu antro permanecerá como Destino no
Mundo dos Sentimentos.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A imaginação - CLARICE DE OLIVEIRA

A imaginação - CLARICE DE OLIVEIRA

A imaginação - CLARICE DE OLIVEIRA




A imaginação é mais importante que o conhecimento - Einstein



Somos os deuses, os criadores de nós mesmos. Que mais poderia haver, antes e depois de nós mesmos?
As nossas provações, são decretadas pelos nossos Espiritos, zelosos de nós mesmos.
Os mais zelosos e preocupados com nossa sincronia com a Harmonia, somos nós mesmos.
Quem mais nos amaria como nós nos amamos?
Nós criamos Deus, para ama-lO em tudo e Nele nos amarmos para recriar eternamente.
A Recriação Eterna é Função do Criado - humanos e animais.
Se estamos em Estágio de sofrimento e provação, a Criação e o Mundo, estão.
Sofremos, porque a Inteligencia ainda não percebeu a Razão Primaria que ainda não nos chegou para nos estabelecer de acordo com o Universo, ainda Desconhecido.

A Inteligencia sente que o Infinito e o Eterno escaparam do raciocinio, mas Não da Inteligencia.
Os Planos, dito Maiores, estão nos Menores, porque agem constantemente, concomitantemente, mas a Inteligencia, ainda não os absorveu.
O humano, não tem controle de Si próprio, isto é, do seu Destino, porque não se coloca em acordo com a Inteligencia.
O humano não morre, não reencarna, não nasce; é isto uma modificação de acordo com
o que ele perde e ganha; não digo "adquire", porque, ia "adquerir", o que? E Nisto não está, nem Vaidade, nem Humilhação.

Flores sem vaso - CLARISSE DE OLIVEIRA

Flores sem vaso - CLARISSE DE OLIVEIRA

Flores sem vaso








As flores foram colhidas, mas, não havia vaso para coloca-las.
Ficaram sobre uma mesa de charão, esquecidas, no quarto velho do Lao.
Muitas Luas passaram pela janela vermelha, e muitos sóis também.
O vento do oeste veio fora da estação e danificou o jardim da entrada da casa.
O chinês que colhia jasmins para seca-los e perfumar os potes de chá, morrera.
Podia-se até dizer que a Lua envelhecera.
Podia-se também dizer, que a Paz desliza sobre as coisas velhas, mas não tem como as ressussitar.
A Filosofia, é sempre nova, mas se esquece de anotar nas páginas da alma.
O homem tem poder sobre o Futuro; porque ele compra o Espirito, com dinheiro que não conhece.
E ninguém, ninguém, um dia, abrirá o portão da casa vazia, verá as flores esquecidas, e procurará na casa um vaso para recupera-las, com água fresca do regato do jardim.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

O Concavo e o Convexo

Foi na hora do café da manhã...
Me lembrei da forma como é o Coração...
Na Verdade, o formato do Coração, o chackra
Anahata, é uma Piramide Invertida.
O Misterioso Criador do Universo organizava
o Mundo virando-o para os quatro lados do
Universo... os Mesmos e Continuos Aspectos
acompanham a Humanidade em todos os
seus Cantos Viventes...
Quanto Tempo durará Este Universo?
O Ritmo da Contagem do Tempo pode ser
de Uma Direção Imaginaria em todos os
seus Aspectos...
O que garante ao Ser Humano que "ele"
está diante do Lado Conivente com o
Frontal do Universo para "ele" o Ser Humano
- o Ser Humano "certo" para o Frontal do
Universo?
A Interrogação ao Ser Humano "nele" Mes-
mo para "ele mesmo" explode  os Quatro
Cantos da Piramide em seu Raciocinio na
Súplica do Encontro com a Palpitação do
Registro do Centro de Todos os Centros
onde o Centro Infinito é o Misterio do Eterno.
                                                    Clarisse
                                 O Concavo e o Convexo

terça-feira, 29 de abril de 2014

Sobre a Polaridade que contra-balança o Mundo

Os Polos, Norte e Sul dos Planetas e suas

Adjacencias....

O Positivo e o Negativo latejam equânimes

Os Vivos dependem da Vibração "que, por

"acaso" vivem, produzem, se desfazem,

se criam...

...pode ser uma Ilusão, de "Algo" que na Verdade,

não chega produzindo nem recua, porque o que

foi produzido pode estar no recuo...

Então, o que é Verdadeiro?

O que é Verdade?

- A Divindade é a Verdade, Aquilo que vem de

Encontro À Vida e o humano que ainda não se

Reverteu em Si Mesmo não concebeu o esquema

da Divindade...

                                                                      clarisse               

Sobre a Polaridade que contra-balança o Mundo

,

-

sábado, 12 de abril de 2014

O DESENCONTRO

Ha alguns anos atrás, ha mais de "alguns"

anos, eu era uma adolescente que morava

numa grande casa em Ipanema, Rio de Janeiro.

Minha mãe, recém desquitada de meu pai,

tinha que, ela mesma, tomar conta  de tudo,

incluindo pagamentos agora sob sua responsabilidade.

Num guichê, de impostos, minha mãe Ruth,

teve que dar o nome dos tres filhos... ao citar o meu

nome, "Clarisse", o funcionario que recebia os

pagamentos, disse:

- Esse não é o nome de sua filha....

Minha mãe, respondeu: - E sim, esse é o nome da

minha filha!  Ou, o nome dela, pode ser "Nadija"?

- Sim, esse é o verdadeiro nome dela!

Quando chegou em casa, fiquei muito admirada,

pois eu tinha uma espécie de recordação de um

local no Sul da India, com esse nome, Nadija ou

Nadaja...

Minha mãe deu o endereço de nossa morada em

Ipanema, e disse para o funcionário que a atendia,

que ele poderia ir em nossa casa após o trabalho

dele...

Mas, como minha mãe que gostava muito de

jogar cartas não quis faltar para os amigos, na

mesa de jogo, e como a empregada Sebastiana

estava em casa, minha mãe não estava lá para

receber o funcionario quando ele chegou... para

piorar a situação, eu estava para entrar numa

organização esotérica e quando relatei aos com-

panheiros da Organização o que se passava, eles

me disseram que eu nada comentasse a respeito

da Organização esoterica... o que foi um grande

erro para a posteridade...

Sim, eu um dia, viajei para o Sul da India, reconheci

o lugar e identifiquei-o... e mais, numa Seção Espirita

de materialização, em Voz Direta, uma voz de homem

me pediu perdão por ter na India, quando vivi lá, me

matado, esse homem que era meu namorado, me

matado num acesso de ciume...

Estou escrevendo isto, na esperança de que esse

homem leia o que acabei de escrever e o muito

mais que pressinto que possa acontecer ainda

entre "ele" e eu...pelo estraordinario acontecimento!

                                                               O Desencontro