terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Espelho da Terra

Meu relogio caiu no chão e parou de funcionar.
    Dependo muito do canto do galo da vizinha, pois ele  não se engana,
     às  seis horas das  manhãs, eu me levanto,  tomo o café da manhã
     que os empregados domesticos deixam arrumadinho sobre a mesa
     da sala e venho para o Computador, " corresponder aos acenos de
     um assunto inspirado pelos agentes do Cosmos Livre".
     Hoje, como sempre tomei o café degustando em minha memória,
     o assunto inspirado ao cair da noite de ontem para hoje.
     Por que comer os galos, como o fazem os carnivoros?
     Os Dirigentes do Universo não se esqueceram de apelar para a
     Vida ter seu Arauto para o inicio de mais Um Dia de Nivelamento
     da Verdade da Vida para enriquecimento dos habitantes deste
     Universo diante do Espirito do Mundo.
     Degustei o café da manhã pensando nos cachorros que ficam na
     parte da frente da casa, compartilhando com os tres cães que
     dormem na varanda da casa de trás, onde resido eu...
     Mais um dia na Eternidade que não tem começo nem fim pois o
     Nascimento é Eterno  e os dias despertam ao chamado dos galos
     pois a Morte da Vida é a semente da Semeadura de Deus!
                                                                                               clarisse
                                                                                      Espelho da Terra

Nenhum comentário: